quinta-feira, agosto 18
Shadow

Copa do Mundo de 2030 poderá voltar a América do Sul

29 de julho de 2022:

Copa do Mundo de 2030 poderá voltar a América do SulA Fifa pretende colocar em votação a escolha da sede da Copa do Mundo de 2030 no seu Congresso que será realizado em 2024, com representantes das 211 federações filiadas.

Por enquanto há duas pré-candidaturas: a sul-americana, com Argentina, Uruguai, Chile e Paraguai como anfitriões, e a europeia, com Portugal e Espanha. Não é descartado que surja uma africana, com Marrocos. A Fifa ainda vai definir o caderno de encargos e o cronograma para entrega de projetos, que mesmo ainda sem diretrizes específicas já estão em andamento.

A proposta sul-americana prevê 18 estádios. A final seria no estádio Centenário, em Montevidéu, palco da decisão da primeira Copa do Mundo, em 1930. Comemorar os 100 anos do maior evento esportivo do mundo no continente e no país, Uruguai, onde ele ocorreu pela primeira vez é, por enquanto, o principal trunfo da Conmebol e dos governos dos quatro países para submeter a proposta à Fifa.

No dia 2 de agosto, haverá um evento em Montevidéu, no Centenário, que confirmará a proposta sul-americana. Estarão presentes os presidentes das quatro federações e dos ministros do Esporte de cada país.

Na Europa, a ideia é que a Espanha tenha 11 arenas e Portugal, três. Os espanhóis apresentaram 15 estádios pré-candidatos a receber partidas, em 13 cidades (Madri e Barcelona teriam dois cada). Portugal receberia confrontos em Lisboa e Porto.

A China cogitou lançar uma pré-candidatura para 2030, mas o fato de o Qatar, da mesma confederação (Ásia), receber o torneio em 2022 inviabilizaria a tentativa. O Estatuto da Fifa diz que países só podem pleitear a Copa após dois mundiais em que sua confederação recebeu o torneio. A China então torna-se favorita para 2034.

A Copa de 2030 será a segunda com 48 participantes e 80 jogos, a primeira será em 2026, nos EUA, Canadá e México. Esse Mundial terá 16 estádios. Por isso, a ideia de 18 arenas dos sul-americanos não assustaria a Fifa, com 32 participantes, a Copa de 2022 do Qatar terá somente oito. No Brasil, em 2014, foram usadas 12. Em 2002, a Copa do Japão e Coreia teve 20 sedes.

O Congresso da Fifa em 2023 será realizado em 16 de março, em Kigali, na Ruanda, quando haverá eleição para a presidência da entidade — com boas chances do atual presidente, Gianni Infantino, ser candidato único.