sexta-feira, julho 1
Shadow

Universidade de MG apresenta cálculo com as chances de cada clube no Brasileirão 2021

20 de outubro de 2021
Na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro 2021, os dois principais candidatos Atlético-MG e Flamengo tiveram um desempenho ruim na rodada passada ao deixarem escapar a vitória contra times tecnicamente inferiores no momento (Atlético-GO e Cuiabá)

Mesmo com o revés, o Galo é apontado com 87,7% de chance de conquistar a competição. Já o Rubro-negro, vice-líder, aparece com apenas 11% de chance de título, o estudo que aponta esta probabilidade é do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) até a última rodada disputada.

Na parte de baixo da tabela a Chapecoense está praticamente rebaixada. Com uma única vitória em 27 jogos e apenas 13 pontos conquistados, o time de Santa Catarina aparece com 99,98% de disputar a Série B do Brasileiro na temporada de 2022. O Sport (18º) e o Juventude (17º) aparecem com 63,4% e 61,7% de risco de queda para a segunda divisão.

Apesar de estar no 19º lugar, o Grêmio aparece com 57,1% de cair (porcentagem menor do que as duas equipes que estão na sua frente). No entanto, o time gaúcho tem dois jogos a menos que Sport e Juventude. Contra o Atlético-MG, pela 19ª rodada, marcado para o dia 3 de novembro no Mineirão, e contra o Flamengo, ainda pela 2ª rodada, sem data, na Arena do Grêmio.

Santos (15º) e Bahia (16º), que são os dois times que aparecem logo acima da zona de rebaixamento, têm 34,7% e 35,5% de risco de caírem para a Série B, respectivamente. Ambos possuem jogos atrasados da 23ª rodada: o Peixe recebe o Fluminense na Vila Belmiro, no dia 27 de outubro, e o Bahia joga contra o Ceará, na Arena Fonte Nova, no mesmo dia.

Confira a probabilidade de cada clube

Chances de título
87,7% – Atlético-MG
11,0% – Flamengo
0,55% – Fortaleza
0,45% – Palmeiras
0,19% – Bragantino
0,03% – Internacional
0,22% – Corinthians
0,00% – Fluminense
0,00% – Atlético-GO
0,00% – Athletico-PR

Riso de queda
99,9% – Chapecoense
63,4% – Sport
61,7% – Juventude
35,5% – Bahia
34,7% – Santos
15,7% – América-MG
11,9% – Ceará
06,0% – Athletico-PR
05,6% – São Paulo