segunda-feira, julho 4
Shadow

Pela primeira vez no Brasil, jogo da NBA terá uma transmissão somente com mulheres

Pela primeira vez no Brasil, jogo da NBA terá uma transmissão somente com mulheres
Natália Lara e Alana Ambrósio serão responsáveis pela primeira transmissão feminina na TV brasileira

Pela primeira vez na TV, um jogo da NBA (Liga de Baquete Americano) terá narração e comentários apenas de mulheres. A novidade será apresentada na TV por assinatura ESPN que usará uma equipe feminina na transmissão da partida entre Boston Celtics e Milwaukee Bucks na quarta-feira (24) a partir das 20h00. O jogo é válido pela temporada regular do principal campeonato de basquete do mundo.

O jogo será narrado por Natália Lara, contratada no início deste mês de março pelo canal esportivo. A jornalista tem longa experiência com basquete e já comandou jogos do NBB (Novo Basquete Brasil) na plataforma de streaming DAZN, por exemplo. Os comentários serão de Alana Ambrósio, nome fixo nas transmissões da NBA desde 2017 e bastante conhecida pelos fãs da modalidade.

Desde que começou a trabalhar no canal, há menos de um mês, Natália Lara já transmitiu partidas de futebol de campeonatos como Premier League, LaLiga e Copa da França. Para a coluna, a narradora afirmou que está muito honrada pela escolha e por fazer história.

Tenho certeza que vamos começar a escrever um novo capítulo dentro do esporte e da liga. É algo para que eu já venho me preparando há muito tempo, e me senti extremamente honrada e confiante quando recebi o convite. E a minha dupla, Alana Ambrosio, é craque e profunda conhecedora de basquete. Será um prazer enorme dividir os microfones com ela nessa nova história que vamos contar na quarta-feira. Os fãs e as fãs da NBA podem esperar uma transmissão feita com muita dedicação, estudo e, principalmente, carinho. Seremos pioneiras e vamos abrir uma nova porta para as mulheres no esporte com muita alegria“, comentou a narradora.

Alana Ambrosio reforça o momento histórico e diz que feitos como esse incentivam mulheres a gostarem de esporte e quererem trabalhar com isso nos próximos anos. “Fico muito feliz! Vai ser um prazer trabalhar com a Natália. É muito legal saber que isso incentiva ainda mais meninas e mulheres a acompanharem as transmissões“.