quinta-feira, setembro 29
Shadow

Felipe Drugovich é contratado pela Fórmula 1 após título na F2

Publicado por Redação em: 14/09/2022

Felipe Drugovich é contratado pela Fórmula 1 após título na F2O piloto Felipe Drugovich é o novo campeão da Fórmula 2, o brasileiro venceu o campeonato 2022 no último sábado (10), após a corrida sprint da categoria no circuito de Monza, na Itália. Apesar de ter abandonado a prova, Drugovich venceu o título quando o seu maior adversário, Théo Pourchaire, ficou em 17º. Nesta semana, Drugovich foi anunciado como piloto reserva e de desenvolvimento da Aston Martin na temporada de 2023 da Fórmula 1.

Felipe Drugovich nasceu em Maringá, no Paraná, e tem 22 anos. Ele começou a carreira no automobilismo aos 8 anos, no Kart do Brasil, e disputou a categoria por cinco temporadas, colecionando títulos nacionais. Drugovich migrou para a Europa e foi vice-campeão europeu no Kart do módulo KFJ, mostrando sua evolução a cada temporada.

O piloto estreou em monopostos em 2016, na ADAC Fórmula 4 pela Neuhauser Racing, e subiu apenas uma vez ao pódio em toda em temporada. O brasileiro finalizou o torneio em 4º lugar na classificação de novatos e 12º no geral. No ano seguinte, agora na Fórmula 4 italiana, o piloto venceu sete corridas, mas perdeu o campeonato por 9 pontos para Juri Vips

Drugovich disputou em categorias como a MRF Challenge e a Euroformula Open e venceu as temporadas de 2017 e 2018, respectivamente. Em 2019, o brasileiro disputou com a Carlin Buzz Racing na primeira temporada de Fórmula 3 da FIA e terminou em 16º no geral

Apesar da classificação final ruim, o brasileiro conquistou um assento na Fórmula 2 em 2020, após assinar com a MP Motorsport. Em sua etapa de estreia, no circuito Red Bull Ring, o brasileiro se classificou em 2º lugar, atrás apenas do atual piloto da Fórmula 1 Guanyu Zhou. Drugovich terminou sua temporada de estreia em 9º lugar na classificação geral e assinou com UNI-Virtuosi para a temporada de 2021

Para a temporada de 2022, o piloto retornou à MP Motorsport e completou a dupla de pilotos ao lado de Clément Novalak. Nos treinos da pré-temporada, Drugovich estabeleceu o tempo mais rápido no Circuito Internacional do Bahrein, mas a primeira vitória aconteceu apenas na segunda etapa do campeonato, no Circuito Corniche de Gidá. Com a vitória na corrida principal, o piloto se tornou o primeiro brasileiro a liderar o Campeonato de Fórmula 2 da FIA

Na 4ª etapa da F2, que aconteceu em Barcelona, Drugovich venceu a corrida curta e a longa e se tornou o primeiro piloto da categoria a vencer as duas corridas do fim de semana. Em Mônaco, o brasileiro venceu a corrida principal. O piloto ficou seis etapas sem vencer e, na Holanda, voltou ao lugar mais alto do pódio. Com mais de 70 pontos à frente do segundo colocado, Théo Pourchaire, Drugovich conquistou o campeonato em Monza após o francês não pontuar e se tornou o primeiro brasileiro a vencer na categoria

Dentro do “mundo” da Fórmula 1, Felipe Drugovich já possui um posto: o brasileiro assinou com a escuderia britânica Aston Martin para ser piloto reserva e vai guiar o carro da equipe no treino livre do circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi, na última etapa da F1, que acontece em novembro. Ter um lugar como titular na equipe é ainda incerto, já que a dupla de pilotos está formada para 2023 com Fernando Alonso e Lance Stroll, filho de Lawrence Stroll (CEO da Aston Martin).
(Fonte: R7.com)