domingo, setembro 25
Shadow

Veja a mudanças de pilotos e equipes para a MotoGP em 2023

29 de julho de 2022:

Veja a mudanças de pilotos e equipes para a MotoGP em 2023Já teve início a troca de pilotos pelas equipes da MotoGP, os times buscam por novos pilotos que procuram por novas equipes. Confira quais foram as recentes mudanças e o que deve acontecer até 2023 na MotoGP.

Álex Rins na LCR Honda
Sem dúvidas, a maior surpresa do ano até o momento foi o anúncio da Suzuki (que se despede da MotoGP em 2023). Com isso, os pilotos Joan Mir e Álex Rins estavam ‘a pé’ para o próximo ano. No entanto, Rins já garantiu sua vaga no time satélite da Honda, a LCR, substituindo Álex Márquez. Enquanto isso, o campeão Mir segue sem novidades, mas é cotado a alinhar uma proposta com o time de fábrica da Honda.

Jack Miller na KTM
Já o time oficial da marca austríaca KTM anunciou que Jack Miller vai se juntar à equipe para a temporada de 2023, da MotoGP. O piloto australiano vai substituir o português Miguel Oliveira. Miller com isso deixa a Ducati e fará parceria com Brad Binder, que tem contrato com os austríacos até o final de 2024.

Enquanto isso, Oliveira chegou a receber proposta para um retorno para a equipe satélite, a Tech3. Opção que foi recusada, já que ele está de olho em uma mudança para a RFN ou a cliente da Ducati, a Gresini, para 2023.

Álex Márquez
Álex Márquez será o novo piloto da Gresini para o próximo ano, ao lado de Fabio Di Giannatonio. Essa mudança vem às custas da vaga já mencionada, que Márquez perdeu na LCR para Rins.

O que mais aconteceu na MotoGP
A Yamaha já confirmou que renovou com o atual campeão da MotoGP, Fabio Quartararo, com um novo contrato de dois anos. Outros pilotos que garantiram suas renovações foram Aleix Espargaró e Maverick Viñales da Aprilia, que ficam até o final de 2024.

Vale lembrar que a Aprilia unirá forças com a RNF Racing em 2023. Com isso, agora a fabricante italiana terá uma equipe cliente no grid pela primeira vez. Enquanto isso, a Yamaha fica apenas com o time de fábrica, com a debandada da RFN.

Já Marc Márquez, iniciou o processo de reabilitação com fisioterapia, nas áreas de ombro e cotovelo e pode voltar somente em 2023.