sábado, outubro 1
Shadow

Sebastian Vettel anuncia que irá deixar a Fórmula 1

28 de julho de 2022:

Sebastian Vettel anuncia que irá deixar a Fórmula 1Absoluto durante quatro temporadas, dono de 53 vitórias e 122 pódios, até aqui, na Fórmula 1, o piloto alemão Sebastian Vettel anunciou que ao final de 2022 irá se aposentar. A decisão foi comunicada nesta semana pelo piloto tetracampeão.

Estou aqui para anunciar minha aposentadoria da Fórmula 1 ao fim da temporada 2022. Eu amo esse esporte, mas ao mesmo tempo em que há vida nas pistas, também há fora delas. Ser piloto nunca foi minha única identidade. O comprometimento com a minha paixão não tem mais espaço ao lado do meu desejo de ser um grande pai e marido. Meu objetivo mudou de ganhar corridas e brigar por títulos para ver meus filhos crescerem“, disse Vettel.

Carreira
Sebastian Vettel fez sua estreia na Fórmula 1 em 2008, quando pilotou o carro da STR (atual AlphaTauri). Em sua primeira temporada pela escuderia austro-italiana, o alemão foi destaque e, logo em seguida, partiu para ser companheiro de Mark Webber, na RBR.

Sob comando de Christian Horner, Vettel conquistou quatro títulos mundiais, de 2010 a 2013. Nas pistas, rivalizou com Lewis Hamilton, Fernando Alonso, Jenson Button.

Na temporada de 2014, Vettel deixou a RBR para assumir a Ferrari na dobradinha com o finlandês Kimi Raikkonen. Com a equipe italiana, o piloto alemão brigou pelos títulos do mundial de pilotos de 2017 e 2018. A chegada de Charles Leclerc acirrou a rivalidade interna sobre a preferência dos fãs e comandantes do time.

Após a Ferrari terminar a temporada de 2020 na 6ª colocação no mundial, pior resultado da escuderia em 40 anos. Em meio às especulações sobre sua possível aposentadoria, Vettel anunciou sua ida para a Aston Martin ao final de 2020.

Temporada 2022
Na temporada 2021, Vettel subiu ao pódio para levantar o troféu de segundo colocado no GP do Azerbaijão. Sem figurar tanto nos pódios durante a temporada passada, o piloto terminou o ano na 12ª posição. Atualmente, o alemão está na 14ª colocação no Mundial de Pilotos.