sábado, outubro 1
Shadow

Marc Márquez recebe alta médica e volta para a MotoGP

Marc Márquez recebe alta médica e volta para a MotoGP
Marc Márquez se recuperou de acidente sofrido na abertura da temporada de 2020

O piloto da MotoGP, Marc Márquez, recebeu a liberação de sua equipe médica para voltar à andar de motos pela primeira vez desde seu acidente em julho de 2020. Com isso, Márquez aumenta suas chances de retornar ao grid da categoria no GP do Catar, no final do mês. Márquez fraturou seu úmero direito após uma forte queda durante o GP da Espanha em Jerez, etapa de abertura da temporada 2020. Após uma cirurgia, o espanhol tentou voltar apenas quatro dias depois, no GP da Andaluzia.

O piloto da Honda passou ainda por mais duas operações desde então, com a última vindo em dezembro, finalmente colocando-o na direção correta no processo de reabilitação. O problema com a segunda cirurgia, para repor a placa de titânio que havia quebrado, foi o surgimento de uma infecção no osso.

Márquez deixou claro durante o lançamento da moto de 2021 da Honda que ele não descartava participar do GP do Catar, e, dias depois, ele surgiu na lista provisória da MotoGP de participantes da etapa. Essas chances cresceram consideravelmente após sua equipe médica da terceira cirurgia ter liberado o espanhol para voltar a treinar com motos.

Mas o caminho de Márquez não será nada fácil, já que restam apenas duas semanas para a corrida, além do fato do espanhol ter perdido a pré-temporada da MotoGP, que chega ao fim nesta sexta (12). Em um vídeo divulgado pela Honda nesta semana, Márquez falou sobre sua recuperação: “A sensação é boa. Recentemente começamos a falar de fortalecimento, mas a progressão é rápida”.

A diferença entre os braços direito e esquerdo está diminuindo. Em um nível cardiovascular, estou pronto. Estou esperando o médico me liberar e eu me sentir bem muscularmente, para voltar às motos“.

Sinto que esse momento está chegando mais próximo. O que não vou fazer é andar direto em uma moto de MotoGP. Vou começar com uma pequena para ver como me sinto. Na sequência vou para uma maior em um circuito maior, para me acostumar novamente à sensação de andar a 300 km/h” finaliza Márquez.